O Centro de Cultura Luiz Freire e a TV VIVa se manifestam contra as declarações do presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, que no último domingo, 21, mais uma vez ameaçou militantes, ativistas, defensores/as de direitos humanos e as Organizações da Sociedade Civil (OSCs).

O candidato da extrema direita afirmou que fará uma “faxina” e que os “marginais vermelhos” serão “banidos” do país, em referência aos seus adversários. “A faxina agora será muito mais ampla. Essa turma, se quiser ficar aqui, vai ter que se colocar sob a lei de todos nós. Ou vão para fora ou vão para a cadeia. Esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria”. (…) “Vocês não terão mais ONGs para saciar a fome de mortadela de vocês. Será uma limpeza nunca vista na história do Brasil.”

Neste momento, o Centro de Cultura Luiz Freire e a TV VIVA somam-se a outras vozes para ampliar o grito da sociedade contra o fascismo e contra uma candidatura que representa o retrocesso e perda das liberdades e do Estado de direito democrático.

À população, dizemos que este é o momento de lutar e escolher um lado, o da democracia e dos direitos humanos: nossa luta deve ir além do partidarismo político, a hora é de exigir que a saída desta crise seja através da consolidação da Democracia no país e dos direitos conquistados.

O que estamos defendendo neste segundo turno das eleições presidenciais não são partidos e sim a nossa democracia, que demorou muito para se estabilizar e está ameaçada mais uma vez. O CCLF e a TV VIVA se põem contra a escalada do fascismo, contra  a censura e a violação da liberdade de expressão, da violência política, da tortura e de uma possível ditadura, políticas pregadas pelo candidato da extrema-direita.

O Brasil precisa de alguém que defenda a Democracia e a constituição. No próximo domingo, vote consciente. Nós do CCLF e da TV VIVA dizemos: #BolsonaroNão e #HaddadSim #Haddad13 #HaddadPresidente

Centro de Cultura Luiz Freire/ TV VIVA: Democracia & Direitos Humanos!