Notícias

A mulher na cultura de rua é tema do 2º LiterArte

por Débora Britto


Na próxima sexta-feira, dia 19/05/2017, acontece a 2ª edição do LiterArte no Centro de Cultura Luiz Freire. O tema da discussão dessa vez é sobre o papel (ou papéis) da mulher nas culturas de rua. Para animar essa conversa na roda contaremos com a presença de Adriana Luz – Mestra DI, que falará sobre a presença da mulher na capoeira, a Bgirl Lady Laay, que é também graffiteira e MC para compartilhar a experiência de ser mulher e fazer parte do  movimento do Hip Hop. Como convidados também estão os Coletivos Mais Ibura e Mulheres no Hardcore/ Punk PE. O evento começa às 19h e tem entrada gratuita.

Na sequência da noite o LiterArte vai ter apresentação de capoeira e também a apresentação expressiva e consciente de LADY LAAY e DJ Novato em uma proposta com muita audácia”, nome do novo trabalho da MC.

Na primeira edição, em abril,  o LiterArte pautou o debate da apropriação cultural a partir de duas situações polêmicas que mobilizaram as pessoas sobre o uso do turbante, racismos, discriminação e preconceito.

O LiterArte é um evento organizado pela Biblioteca Solar de Ler do Centro de Cultura Luiz Freire, em parceria com Café. Nasce do desejo de articular as ações permanentes da Biblioteca com e para o público em geral. A proposta política e poética foi criada com a intencionalidade de articular a literatura em suas diversas expressões e diálogos, promovendo a literatura como um direito humano e o direito humano à leitura como uma bandeira de luta.

Serviço
O que: 2º LiterArte: O papel da mulher na construção da cultura de rua
Quandi: 19/05/2017
Hora: 19h
Local: Centro de Cultura Luiz Freire
Outras informações: 3301.5241/ 9.86109283 ou 9.95606571
Evento: https://goo.gl/o53mrG

O Evento acontecerá toda terceira sexta-feira de cada mês, com parceiros e participantes para continuar fazendo deste espaço um local de convivência pacífica e de construção de conhecimento e sabedoria, onde as diferenças são respeitadas e tratadas em suas especificidades. A produção e mediação ficam por conta de Rafaela Lima e Domênica Rodrigues.

Autores(as)