Notícias

Nós, mulheres do Centro Luiz Freire, paramos pela vida das mulheres!

por Rosa Sampaio, Débora Britto

capa 8m

Dia 8 de março, próxima quarta-feira, será mais um Dia Internacional da Mulher. Este ano, em um crescente movimento de articulação e reivindicação por melhoria da vida das mulheres, organizações feministas, ativistas e militantes de 48 países estão articulando uma Parada Internacional de Mulheres. O tema que move as mulheres – Se nossas vidas não importam, que produzam sem nós – chama atenção para os diversos tipos de trabalhos que desempenhamos e o quão centrais são nas engranagens das socidades capitalistas – e as consequentes opressões que ainda sofremos em muitos campos. Nosso 8 de março é dia de luta por todas as mulheres.

fotinha 8mInspirado na greve realizada em 1975 por mulheres na Irlanda, a proposta do movimento é parar o maior número de mulheres de suas atividades diárias e incentivá-las a irem às ruas: pelo fim do feminicídio, pela erradicação da cultura do estupro e do patriarcado, para não mais serem vistas como seres inferiores, submissas ao homem.

Nós, mulheres do Centro de Cultura Luiz Freire, pararemos no dia 8M e incentivamos todas as mulheres a pararem junto com a gente! Mas como sabemos que nem todas as mulheres têm condições de deixarem seus postos de trabalho neste dia de luta, devido à situação trabalhista precária em que muitas de nós nos encontramos, convidamos todas a contribuírem e participarem da forma que conseguirem:

– Doando sangue no dia: as trabalhadoras com CLT que doam sangue ganham o dia de folga;

– Conversando com outras mulheres sobre a importância do movimento;

– Incentivando as mulheres do seu convívio que tenham disponibilidade a irem aos eventos do movimento;

– Usando as cores roxa ou lilás para sinalizar que vocês apoiam a manifestação;

– Colocando panos roxos ou liláses nas suas janelas, nas janelas do trabalho;

– NÃO COMPREM NADA nesse dia, a economia do país precisa nos reconhecer como um grupo importante;

– Falem sobre isso nas redes sociais de vocês e nos grupos de família – é uma causa que vale umas brigas nos whatsapp da vida;

– Participem da postagem coletiva às 12h com a hashtag #euparo e #8m 

– Participem do apitaço às 12h30 onde você estiver – leve apito para as amigas que não estarão preparadas

 

eu paroPara aquelas que tiverem disponibilidade, mais uma vez, pedimos que compareçam e se juntem a marcha junto com a gente! Vocês não precisam levar cartazes ou bradar gritos de guerra, apenas chegar junto e estar disposta a conversar sobre a nossa situação no Brasil e no mundo, enquanto mulheres, além de fazer parte de um momento incrível de colaboração, construção coletiva e união. Juntas, organizadas em coletivos, grupos, associações, etc, somos mais fortes.

As mobilizações acontecerão em todo o Brasil, no Recife a partir das 14h30 concentração no Parque Treze de Maio, com rodas de diálogos e batucada. Às 16h30 segue a Marcha das Mulheres até a Praça do Derby.

Ações e locais em todo o estado no calendário abaixo:

 

calendario1 calendario2 calendario3

Autores(as)