Sobre

QUEM SOMOS

Organização de direitos humanos, não-governamental, teve origem como uma estratégia de renovação artístico-cultural e de resistência democrática à ditadura civil militar. Conta-se que Marcos Freire, político, e um dos fundadores, decidiu homenagear seu pai ao nomear o espaço que viria a ser reduto de reuniões políticas e de articulação de grupos artístico-culturais e movimentos sociais. tornando-se então um lugar de acolhida para as movimentações de resistência e de luta pela redemocratização do País.

Definido, em seu estatuto, como “uma associação privada e sem fins lucrativos, independente e sem qualquer vinculação partidária ou religiosa, conformada pela união de seus associados com o propósito comum de promover os Direitos Humanos e a Cidadania, e que desenvolve atividades de assistência social, educativas e culturais”, o CCLF vem se moldando e se modificando, ao longo da linha do tempo.

Na década de 1980, somando esforços aos inúmeros sujeitos políticos empenhados na luta pela restauração da democracia, o CCLF participa ativamente do reordenamento político-institucional do país e do fortalecimento das organizações populares e comunitárias. Participa da fundação do Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH); da promoção do debate no processo de elaboração da Constituição Federal de 1988; do fortalecimento de iniciativas educacionais de caráter comunitário (escolas alternativas); da assessoria jurídica à organização popular pelo direito à moradia; e cria a TV Viva. Nessa época, configurava-se como uma instituição guarda-chuva de diversos projetos sociais.

Já nos anos 1990, o CCLF avança para o campo da intervenção em políticas públicas, sendo pioneiro no monitoramento da política pública de Justiça e Segurança; no debate sobre a comunicação comunitária e popular como direito cidadão à informação e liberdade de expressão.

Dos anos 2000 para cá, o Centro torna a reinventar-se, sem perder de vista sua missão, qual seja: “contribuir para a radicalização da democracia na Sociedade, promovendo a expansão, qualificação e consolidação da participação cidadã e da prática dos Direitos Humanos, vivenciados como um processo educativo e cultural”.

Assim, o trabalho segue nos campos de atuação da Educação, Comunicação, Cultura e Democratização da Gestão Pública, desenvolvidos a partir de eixos amplos e interdependentes: formulação e monitoramento de políticas públicas; articulação e cooperação, formação, produção e disseminação de informações e de conhecimentos e desenvolvimento institucional, além claro, da mobilização de sujeitos (individuais e coletivos) para as frentes em defesa dos direitos humanos. Existimos e Resistimos!

 

VISAO DE FUTUTRO OBJETIVOS

 

O CCLF definiu como visão a crença num modelo de Sociedade, que venha alterar a realidade de pobreza, exclusão social, desigualdade, preconceito e discriminação, modelo este construído sob o auspício da participação coletiva e ativa dos diversos sujeitos sociais, em que a pluralidade cultural, étnica, geracional, de gênero e de orientação sexual seja valorizada e aceita como determinante na construção da democracia.

 

Para tanto, estabeleceu como objetivos institucionais para orientar sua ações:

 

1- Desenvolver e fortalecer práticas democráticas com incidência nas políticas e na gestão pública que efetivem direitos humanos, com foco na comunicação, educação e cultura;

 

2- Promover uma cultura democrática na sociedade, a partir da reafirmação dos direitos humanos, na perspectiva de gênero, orientação sexual,  raça e etnia e geração;

 

3- Contribuir na promoção do desenvolvimento como direito humano, em comunidades urbanas e rurais, prioritariamente com povos indígenas e comunidades quilombolas.

 

 

APOIO

CAFÉ

O Café do Centro abre as portas para conversas acompanhadas de um café no fim da tarde, uma roda de leitura, reuniões, confabulações e encontros e reencontros inesperados. Um lugar no Centro de Cultura Luiz Freire para uma parada de degustações, sabores e trocas. O café está ao lado da Biblioteca Solar de Ler pois, acreditamos que a experiência da leitura deve ser viva, compartilhada com a efetivação de outros direitos humanos. Neste espaço é bem vinda a solidariedade, cooperação e respeito às diversidades presentes na sociedade. Espaço aberto ao debate democrático e libertário, mas livre de fundamentalismos e incitações ao ódio. Venha nos conhecer!

QUINTAL

As casas do Centro Histório de Olinda são bem conhecidas por seus quintais espaçosos e acolhedores. Nosso quintal, além de aconchegante e repleto de verde, é um espaço voltado a encontros, formações e exercício do direito à cultura. Nele também são feitas diversas celebrações que eram apenas ideias no papel e acabam se tornando realidade. Vale a pena conhecer o nosso quintal!

BIBLIOTECA

Aquele cantinho de leitura, um lugar para relaxar, escolher um livro e desfrutar do prazer de ler, de correr páginas, descobrir figuras, imagens e viagens que todo o livro nos proporciona, assim é a Biblioteca Solar de Ler. Aconchegante e pronta para receber leitoras e leitores, curiosos e curiosas no mundo das letras, iniciantes no gosto da leitura. Aqui temos literatura infanto-juvenil, romances, aventuras e demais estilos, mas o mais importante aqui tem trocas de conhecimento, de saberes e de leituras do mundo.É um espaço de leitura, mas também é de debate, luta e cultura. Venha experimentar!

COLABORATIVO

O espaço colaborativo (o Coworking popular) e a incubadora de projetos populares tem como proposta desenvolver metodologia de interações e promover, por meio de um lugar de trabalho colaborativo, um ambiente de trocas, criação, inovação, muito além de proporcionar apenas um espaço físico com mobiliários e redes de internet. Venha conhecer a nossa proposta!

EQUIPE

Conselho Diretor

PAULO VALENÇA JR.
PRESIDENTE
ANA NERY DOS SANTOS MELO
VICE-PRESIDENTE
JOSÉ TAVARES DE LIMA JÚNIOR
SECRETÁRIO

Conselho Fiscal

MARCELO DE SANTA CRUZ OLIVEIRA
ROBERTO FRANCA FILHO
ALDENICE TEIXEIRA 

Programa Comunicação e Incidência e Direito à Comunicação
Rebecka santos
marcelo dantas (ESTAGIÁRIo)
Programa Direito à Educação e Leitura
CIDA FERNANDEZ
RAFAELA LIMA

Equipe Executiva

IOLANDA GOULART
SECRETARIA EXECUTIVA
 
MARIA DAS GRAÇAS OLIVEIRA
CONTABILIDADE
 
JANIERY SOARES
CONTABILIDADE

Equipe Programática

ILkA guedes
SECRETARIA EXECUTIVA
liz ramos
assessora educacional e ativista do fundo malala
Rogério barata
assessor educacional e ativista do fundo malala
maria elizandra santos
(estagiária)

TV VIVA

EDINHO MORAES
GILSON MARTINS

AGENDA CULTURAL

Confira nossos próximos eventos e anote em sua agenda para não perder nada!

No events found

CONTRIBUA!

Seja agente da mudança, faça doações para o CCLF.

MOBILIZE-SE!

Assine abaixo-assinados, engaje-se em ações e participe de cotas.

TRANSPARÊNCIA!

Não tenha dúvida, somos realmente engajados e podemos provar.

PARCEIRO QUE É PARCEIRO, CHEGA JUNTO

Ainda não é parceiro? Entre em contato e junte-se a nós nessa luta!

ENTRE EM CONTATO

6 + 5 =

VENHA NOS VISITAR

CCLF