Sobre

QUEM SOMOS

Organização de direitos humanos, não-governamental, teve origem como uma estratégia de renovação artístico-cultural e de resistência democrática à ditadura civil militar. Conta-se que Marcos Freire, político, e um dos fundadores, decidiu homenagear seu pai ao nomear o espaço que viria a ser reduto de reuniões políticas e de articulação de grupos artístico-culturais e movimentos sociais. tornando-se então um lugar de acolhida para as movimentações de resistência e de luta pela redemocratização do País.

Definido, em seu estatuto, como “uma associação privada e sem fins lucrativos, independente e sem qualquer vinculação partidária ou religiosa, conformada pela união de seus associados com o propósito comum de promover os Direitos Humanos e a Cidadania, e que desenvolve atividades de assistência social, educativas e culturais”, o CCLF vem se moldando e se modificando, ao longo da linha do tempo.

Na década de 1980, somando esforços aos inúmeros sujeitos políticos empenhados na luta pela restauração da democracia, o CCLF participa ativamente do reordenamento político-institucional do país e do fortalecimento das organizações populares e comunitárias. Participa da fundação do Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH); da promoção do debate no processo de elaboração da Constituição Federal de 1988; do fortalecimento de iniciativas educacionais de caráter comunitário (escolas alternativas); da assessoria jurídica à organização popular pelo direito à moradia; e cria a TV Viva. Nessa época, configurava-se como uma instituição guarda-chuva de diversos projetos sociais.

Já nos anos 1990, o CCLF avança para o campo da intervenção em políticas públicas, sendo pioneiro no monitoramento da política pública de Justiça e Segurança; no debate sobre a comunicação comunitária e popular como direito cidadão à informação e liberdade de expressão.

Dos anos 2000 para cá, o Centro torna a reinventar-se, sem perder de vista sua missão, qual seja: “contribuir para a radicalização da democracia na Sociedade, promovendo a expansão, qualificação e consolidação da participação cidadã e da prática dos Direitos Humanos, vivenciados como um processo educativo e cultural”.

Assim, o trabalho segue nos campos de atuação da Educação, Comunicação, Cultura e Democratização da Gestão Pública, desenvolvidos a partir de eixos amplos e interdependentes: formulação e monitoramento de políticas públicas; articulação e cooperação, formação, produção e disseminação de informações e de conhecimentos e desenvolvimento institucional, além claro, da mobilização de sujeitos (individuais e coletivos) para as frentes em defesa dos direitos humanos. Existimos e Resistimos!

VISAO DE FUTUTRO OBJETIVOS

O CCLF definiu como visão a crença num modelo de Sociedade, que venha alterar a realidade de pobreza, exclusão social, desigualdade, preconceito e discriminação, modelo este construído sob o auspício da participação coletiva e ativa dos diversos sujeitos sociais, em que a pluralidade cultural, étnica, geracional, de gênero e de orientação sexual seja valorizada e aceita como determinante na construção da democracia.

Para tanto, estabeleceu como objetivos institucionais para orientar sua ações:

1- Desenvolver e fortalecer práticas democráticas com incidência nas políticas e na gestão pública que efetivem direitos humanos, com foco na comunicação, educação e cultura;

2- Promover uma cultura democrática na sociedade, a partir da reafirmação dos direitos humanos, na perspectiva de gênero, orientação sexual,  raça e etnia e geração;

3- Contribuir na promoção do desenvolvimento como direito humano, em comunidades urbanas e rurais, prioritariamente com povos indígenas e comunidades quilombolas.

 

APOIO

CAFÉ

O Café do Centro abre as portas para conversas acompanhadas de um café no fim da tarde, uma roda de leitura, reuniões, confabulações e encontros e reencontros inesperados. Um lugar no Centro de Cultura Luiz Freire para uma parada de degustações, sabores e trocas. O café está ao lado da Biblioteca Solar de Ler pois, acreditamos que a experiência da leitura deve ser viva, compartilhada com a efetivação de outros direitos humanos. Neste espaço é bem vinda a solidariedade, cooperação e respeito às diversidades presentes na sociedade. Espaço aberto ao debate democrático e libertário, mas livre de fundamentalismos e incitações ao ódio. Venha nos conhecer!

QUINTAL

As casas do Centro Histório de Olinda são bem conhecidas por seus quintais espaçosos e acolhedores. Nosso quintal, além de aconchegante e repleto de verde, é um espaço voltado a encontros, formações e exercício do direito à cultura. Nele também são feitas diversas celebrações que eram apenas ideias no papel e acabam se tornando realidade. Vale a pena conhecer o nosso quintal!

BIBLIOTECA

Aquele cantinho de leitura, um lugar para relaxar, escolher um livro e desfrutar do prazer de ler, de correr páginas, descobrir figuras, imagens e viagens que todo o livro nos proporciona, assim é a Biblioteca Solar de Ler. Aconchegante e pronta para receber leitoras e leitores, curiosos e curiosas no mundo das letras, iniciantes no gosto da leitura. Aqui temos literatura infanto-juvenil, romances, aventuras e demais estilos, mas o mais importante aqui tem trocas de conhecimento, de saberes e de leituras do mundo.É um espaço de leitura, mas também é de debate, luta e cultura. Venha experimentar!

COLABORATIVO

O espaço colaborativo (o Coworking popular) e a incubadora de projetos populares tem como proposta desenvolver metodologia de interações e promover, por meio de um lugar de trabalho colaborativo, um ambiente de trocas, criação, inovação, muito além de proporcionar apenas um espaço físico com mobiliários e redes de internet. Venha conhecer a nossa proposta!

EQUIPE

Conselho Diretor

Aldenice Rodrigues Texeira
PRESIDENTE
Ana Nery dos Snatos Melo
VICE-PRESIDENTE
JOSÉ TAVARES DE LIMA JÚNIOR
SECRETÁRIO

Conselho Fiscal

MARCELO DE SANTA CRUZ OLIVEIRA
ROBERTO FRANCA FILHO
PAULO VALENÇA JUNIOR

Equipe Executiva

IOLANDA GOULART
SECRETARIA EXECUTIVA
ROSA SAMPAIO
COMUNICAÇAO  INSTITUCIONAL
JANETE SANTIAGO
TESOURARIA
EDILENA VIEIRA
ADMINISTRATIVO
MARIA DAS GRAÇAS OLIVEIRA
CONTABILIDADE


JANIERY SOARES
ESTAGIÁRIA DE CONTABILIDADE
RENATO FEITOSA
PROGRAMA DE INCIDÊNCIA E DIREITO Å COMUNICAÇÃO
CIDA FERNANDES
RAFAELA LIMA
GILMAR LIMA
PROGRAMA DIREITO A EDUCAÇÃO E LEITURA

TV Viva

EDUARDO HOMEM
NILTON PEREIRA
EDINHO MORAES
GILSON MARTINS

AGENDA CULTURAL

Confira nossos próximos eventos e anote em sua agenda para não perder nada!

No events found

CONTRIBUA!

Seja agente da mudança, faça doações para o CCLF.

MOBILIZE-SE!

Assine abaixo-assinados, engaje-se em ações e participe de cotas.

TRANSPARÊNCIA!

Não tenha dúvida, somos realmente engajados e podemos provar.

REDES, FÓRUNS E ARTICULAÇÕES

ENTRE EM CONTATO

8 + 3 =

VENHA NOS VISITAR

CCLF