Conheça nossas iniciativas

1. Mobilização pelo Direito à Educação e Leitura

Nos anos 80 o Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF) iniciou diversas pesquisas e metodologias de formação de leitores. No início da década de 90 as pesquisas e metodologias foram ampliadas para a implanetação e organização de bibliotecas, espaços de leitura e formação de profissionais para a gestão desses ambientes.

Conheça nossas iniciativas

2. MOBILIZAÇÃO E INCIDÊNCIA PELO DIREITO À COMUNICAÇÃO

O Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF) é uma das referências regionais na luta e na mobilização pelo direito à comunicação. Casa da TV Viva (primeira tevê “de rua” da América Latina, com mais de 30 anos dedicados à produção audiovisual popular), atualmente as principais atividades do CCLF estão focadas na articulação da sociedade civil e na incidência junto ao poder público para que haja mais diversidade, mais transparência e mais eficácia nas políticas públicas de comunicação.

Conheça nossas iniciativas

3. SABER E LUTA

O projeto SABER e LUTA nasce do desejo de potencializar e contribuir para a formação e atuação política de jovens organizadas e organizados em coletivos, grupos, movimentos de reivindicação e afirmação de direitos. O projeto realiza ciclo de oficinas que juntam a reflexão e o debate teórico com práticas de luta política. Como oficinas com foco no direito à educação e leitura, direito à comunicação, à cultura, à cidade e o direito à livre manifestação.

 

O Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF) é uma organização não governamental de direitos humanos, que surge em 1972, a partir de um grupo que buscava a restauração da democracia, através de atividades culturais e projetos de desenvolvimento comunitário, durante o período autoritário da Ditadura Militar brasileira. O CCLF participou do processo de redemocratização e também contribuiu para o movimento de reordenamento político-institucional do País, e no fortalecimento das organizações populares e comunitárias, realizando atividades como assessoria jurídica na organização do movimento popular pelo direito à moradia, que resultou na criação da Lei do Plano de Regularização das Zonas Especiais de Interesse Social (Prezeis).

 

 

O Café do Centro abre as portas para conversas acompanhadas de um café no fim da tarde, uma roda de leitura, reuniões, confabulações e encontros e reencontros inesperados. Um lugar no Centro de Cultura Luiz Freire para uma parada de degustações, sabores e trocas. O café está ao lado da Biblioteca Solar de Ler pois, acreditamos que a experiência da leitura deve ser viva, compartilhada com a efetivação de outros direitos humanos. Neste espaço é bem vinda a solidariedade, cooperação e respeito às diversidades presentes na sociedade. Espaço aberto ao debate democrático e libertário, mas livre de fundamentalismos e incitações ao ódio. Venha nos conhecer!

Aquele cantinho de leitura, um lugar para relaxar, escolher um livro e desfrutar do prazer de ler, de correr páginas, descobrir figuras, imagens e viagens que todo o livro nos proporciona, assim é a Biblioteca Solar de Ler. Aconchegante e pronta para receber leitoras e leitores, curiosos e curiosas no mundo das letras, iniciantes no gosto da leitura. Aqui temos literatura infanto-juvenil, romances, aventuras e demais estilos, mas o mais importante aqui tem trocas de conhecimento, de saberes e de leituras do mundo.
A Biblioteca Solar de Ler é um espaço desenvolvido para compartilhamentos de ideias, inquietações e saberes. Acreditamos que é dentro de um ambiente como este que a imaginação, a informação e a expressão, dos mais diversos sentimentos, se entrelaçam. São centenas de livros compostos de histórias, cores e sensações que podem transformar pensamentos. É um espaço de leitura, mas também é de debate, luta e cultura. Venha participar!

As casas do Centro Histório de Olinda são bem conhecidas por seus quintais espaçosos e acolhedores. Nosso quintal, além de aconchegante e repleto de verde, é um espaço voltado a encontros, formações e exercício do direito à cultura. Nele também são feitas diversas celebrações que eram apenas ideias no papel e acabam se tornando realidade. Vale a pena conhecer o nosso quintal!

O espaço colaborativo (o Coworking popular) e a incubadora de projetos populares tem como proposta desenvolver metodologia de interações e promover, por meio de um lugar de trabalho colaborativo, um ambiente de trocas, criação, inovação, muito além de proporcionar apenas um espaço físico com mobiliários e redes de internet. Venha conhecer a nossa proposta!

QUEM SOMOS

 

O Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF) é uma organização não governamental de direitos humanos, que surge em 1972, a partir de um grupo que buscava a restauração da democracia, através de atividades culturais e projetos de desenvolvimento comunitário, durante o período autoritário da Ditadura Militar brasileira. O CCLF participou do processo de redemocratização e também contribuiu para o movimento de reordenamento político-institucional do País, e no fortalecimento das organizações populares e comunitárias, realizando atividades como assessoria jurídica na organização do movimento popular pelo direito à moradia, que resultou na criação da Lei do Plano de Regularização das Zonas Especiais de Interesse Social (Prezeis).

CAFÉ

 

O Café do Centro abre as portas para conversas acompanhadas de um café no fim da tarde, uma roda de leitura, reuniões, confabulações e encontros e reencontros inesperados. Um lugar no Centro de Cultura Luiz Freire para uma parada de degustações, sabores e trocas. O café está ao lado da Biblioteca Solar de Ler pois, acreditamos que a experiência da leitura deve ser viva, compartilhada com a efetivação de outros direitos humanos. Neste espaço é bem vinda a solidariedade, cooperação e respeito às diversidades presentes na sociedade. Espaço aberto ao debate democrático e libertário, mas livre de fundamentalismos e incitações ao ódio. Venha nos conhecer!

 

BIBLIOTECA

 

Aquele cantinho de leitura, um lugar para relaxar, escolher um livro e desfrutar do prazer de ler, de correr páginas, descobrir figuras, imagens e viagens que todo o livro nos proporciona, assim é a Biblioteca Solar de Ler. Aconchegante e pronta para receber leitoras e leitores, curiosos e curiosas no mundo das letras, iniciantes no gosto da leitura. Aqui temos literatura infanto-juvenil, romances, aventuras e demais estilos, mas o mais importante aqui tem trocas de conhecimento, de saberes e de leituras do mundo.
A Biblioteca Solar de Ler é um espaço desenvolvido para compartilhamentos de ideias, inquietações e saberes. Acreditamos que é dentro de um ambiente como este que a imaginação, a informação e a expressão, dos mais diversos sentimentos, se entrelaçam. São centenas de livros compostos de histórias, cores e sensações que podem transformar pensamentos. É um espaço de leitura, mas também é de debate, luta e cultura. Venha participar!

 

QUINTAL

 

As casas do Centro Histório de Olinda são bem conhecidas por seus quintais espaçosos e acolhedores. Nosso quintal, além de aconchegante e repleto de verde, é um espaço voltado a encontros, formações e exercício do direito à cultura. Nele também são feitas diversas celebrações que eram apenas ideias no papel e acabam se tornando realidade. Vale a pena conhecer o nosso quintal!

 

COLABORATIVO

 

O espaço colaborativo (o Coworking popular) e a incubadora de projetos populares tem como proposta desenvolver metodologia de interações e promover, por meio de um lugar de trabalho colaborativo, um ambiente de trocas, criação, inovação, muito além de proporcionar apenas um espaço físico com mobiliários e redes de internet. Venha conhecer a nossa proposta!

Seminário Crianças Pequenas em Foco – Avanços e Desafios nas políticas públicas para a Primeira Infância em Recife

Seminário Crianças Pequenas em Foco – Avanços e Desafios nas políticas públicas para a Primeira Infância em Recife

Na próxima segunda-feira (18), o projeto Ciranda: Cidade para a Primeira Infância promove o seminário “Crianças Pequenas em Foco”, para abordar e debater os avanços e os desafios nas políticas públicas para a primeira infância em Recife a partir do olhar de diferentes segmentos. O evento acontecerá no auditório do SINDPD, bairro da Boa Vista, às 14h.

Começou a Semana de Ação Mundial 2018

Começou a Semana de Ação Mundial 2018

Ontem (3), a Campanha Global pela Educação, deu início a mais uma Semana de Ação Mundial (SAM), em mais de 100 países simultaneamente. A iniciativa, criada em 2003, tem o objetivo de envolver a sociedade civil em ações de incidência política em prol do direito à educação, e neste ano, segue até o dia 10 de junho. A SAM exerce pressão nacional sobre líderes políticos para que cumpram os tratados e as leis nacionais e internacionais, no sentido de garantir educação pública, laica, gratuita, e de qualidade para todas e todos. 

Caldeirão das Deusas estrea no Café do Centro de Cultura Luiz Freire neste sábado

Caldeirão das Deusas estrea no Café do Centro de Cultura Luiz Freire neste sábado

Estreando no Café do Centro, o Caldeirão das Deusas é um evento todo produzido por Mulheres Deusas de Pernambuco, Ceará e Paraíba, que será realizado no dia 19 de maio, no Centro de Cultura Luiz Freire. Cada uma das mulheres, com suas experiências sobre o processo de estar presente integralmente devolvendo ao universo todas as oportunidades que esse vos deu, vão compartilhar um pouco do que sabem com todo o público participante, independente de gênero.

ARTIGO: Restringir direitos

José Fernando da Silva[1] A institucionalização de um novo regime fiscal durante duas décadas é o propósito central da Emenda Constitucional, PEC-241, apresentada pelo Governo Temer, já aprovada na Câmara Federal e que tramita no Senado com o número 55. Segundo o...

AGENDA CULTURAL

Confira nossos próximos eventos e anote em sua agenda para não perder nada!

No events found

 

O OmbudsPE é um projeto de comunicação do Centro de Cultura Luiz Freire. É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que a fonte seja citada e esta nota seja incluída.

Pioneiro na concepção alternativa de TV popular, atua no mercado de vídeo educativo e institucional. Seus primeiros vídeos retratavam a realidade cotidiana dos próprios bairros onde eram exibidos.em telões. Tais telões circulavam semanalmente pela capital pernambucana. O grupo era financiado por uma organização holandesa, a Novib, e teve seus trabalhos adquiridos pela Abril Vídeos e pela BBC londrina. Participou com grande sucesso do 3º Festival Videobrasil com a obra Amigo Urso, em 1985.

CONTRIBUA!

Seja agente da mudança, faça doações para o CCLF.

MOBILIZE-SE!

Assine abaixo-assinados, engaje-se em ações e participe de cotas.

TRANSPARÊNCIA!

Não tenha dúvida, somos realmente engajados e podemos provar.

REDES, FÓRUNS E ARTICULAÇÕES

ENTRE EM CONTATO

3 + 15 =

VENHA NOS VISITAR